quarta-feira, 13 de abril de 2011

O BATISTA FUNDAMENTALISTA

O BATISTA FUNDAMENTALISTA
O que é, exatamente, um batista fundamentalista? Para início de conversa, um batista é um batista. Os batistas crêem e praticam o batismo público (por imersão autorizada) dos que afirmam sua fé pessoal em Cristo, para a salvação. Um batista fundamentalista é um batista independente. Os batistas independentes rejeitam a membresia em denominações religiosas, tais como a Convenção, Associação, Comunhão ou qualquer outro tipo de organização,fora da igreja Batista(local e visível), preferindo acreditar na verdade absoluta reveladas na palavra de Deus.
Contudo, um batista fundamentalista tem duas características que um batista denominacional não tem. A primeira delas é a Separação Bíblica e a segunda é a Militância Bíblica.
Separação Bíblica é o mandamento da Bíblia, no sentido de que os verdadeiros salvos e membros da igreja do Senhor fiquem separados, pessoal, social e eclesiasticamente, dos que se consideram batistas, mas desejam viver uma vida pecaminosa. Desse modo, os batistas fundamentalistas vivem separados dos pseudo-sbatistas, do Protestantismo, bem como da Grande Meretriz do Catolicismo Romano, mencionada no Apocalipse 17 e 18. Tiago 4:4 diz: Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Na 2 Coríntios 6:17-18, lemos: Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso.
A doutrina da Separação Bíblica é ocultada pela maioria dos batistas modernos. É uma doutrina (ensino) tremendamente rejeitada pelos neo-evangélicos. O Neo-Evangelicalismo separou-se do Fundamentalismo Evangélico, em 1950, justamente por causa da Separação Bíblica. Os neo-evangélicos não queriam ficar separados dos apóstatas e preferiam dialogar com os que rejeitavam a verdade histórica do Evangelho. O líder proponente do Evangelicalismo , nesse tempo, foi Billy Graham. Nos últimos 60 anos, a partir daquele tempo, o Fundamentalismo começou a fenecer, através de toda a América, tendo sido substituído pelo Neo-Evangelicalismo.
Uma das subclasses dentro do Evangelicalismo é a dos chamados pseudo-fundamentalistas, tais como o falecido Jerry Falwell, o qual gostava de se autodenominar fundamentalista, mas, de fato, era um neo-evangélico, tentando se passar por fundamentalista. Estes lobos vestidos de pele de cordeiro, os pseudo-fundamentalistas, rejeitam a separação Bíblica ou a militância Bíblica quando não rejeitam ambas. Por causa de sua cooperação com a Grande Meretriz Católica Romana, os batistas pseudo-fundamentalistas e os batistas neo-evangélicos são também apelidados de bapticatólico. Os bapticatólicos são os batistas que apóiam o papa e o Catolicismo Romano, em alguns pontos.
A segunda característica dos batistas fundamentalistas, que os mantém separados dos neo-evangélicos, é a militância Bíblica. Esta militância Bíblica não significa, de modo algum, admitir seja qual for, o tipo de violência ou derramamento de sangue. A verdade é que os batistas fundamentalistas se recusam a ser violentos.
Pelo amor do mundo à violência, muitas pessoas gostam de ver filmes de extrema violência, como A Paixão de Cristo de Mel Gibson, um filme anti-semita. Outros pagam fortunas para assistir às lutas de boxe na TV Pay-Per-View.
A rejeição à violência pelos batistas fundamentalistas é um extremo contraste com os chamados muçulmanos fundamentalistas, visto como o termo fundamentalista data daqueles livretes expressando as doutrinas históricas dos batistas bíblicas, nas quais nenhum muçulmano acredita.
As notícias da mídia tendem a um feroz liberalismo. Este fato é bem conhecido e foi estabelecido por vários estudos. [N.T. - Observem como a mídia sempre tende a se colocar a favor dos árabes, mostrando Israel como o algoz]. Por causa de sua forte tendência, antifundamentalista Bíblica, lá pelo ano 1980, muitos atuantes na mídia começaram a chamar os muçulmanos de fundamentalistas, a fim de manchar o nome dos batistas fundamentalistas, que levam o Senhor Jesus e a Bíblia a sério. Ela esperava que o uso deste novo termo levasse as pessoas a pensar que os assassinos muçulmanos se assemelham, de algum modo, aos batistas fundamentalistas.
Os chamados muçulmanos fundamentalistas (isto é, os que crêem no Alcorão) e, aos quais, grande parte da mídia tem se referido, são extremamente favoráveis à violência e ao assassinato. A verdade é que todos os fieis seguidores da religião muçulmana acreditam ser um dever solene (conforme ordenado no Alcorão) assassinar os cristãos, judeus e outros que não se dobrarem diante do seu livro. Que eles usem a decapitação ou outros métodos, conforme consta na Sura 47:4 do Alcorão.
Os muçulmanos que se recusam a cometer tais assassinatos, conforme o mandamento de Maomé, incorrem, deliberadamente, na desobediência ao Alcorão. [N.T. - Cristo pregou vida abundante aos seus seguidores; (João 10:10); Mas, Maomé pregou a morte crucial contra os não seguidores de suas doutrinas humanas].
Tem sido e continua sendo uma difamação muito grave associar os batistas fundamentalistas aos muçulmanos fundamentalista. Isso porque os batistas fundamentalistas são um povo pacífico e amorável. O termo militância Bíblica nada tem a ver com violência e derramamento de sangue, que são terminantemente proibidos pela Bíblia, conforme podemos ver Jesus ensinando, em Mateus 5:44: Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus.
A militância Bíblica diz respeito à ideia compartilhada por todos os batistas fundamentalistas de que Jesus e a Bíblia estão em primeiro plano. Todas as demais coisas na vida dos batistas fundamentalistas devem ficar em segundo plano em relação ao Senhor Jesus Cristo e à Sua Palavra por isso são levados a adorarem a Deus em Espírito e em verdade em uma igreja batista fundamentalista..
De um modo prático, isto significa que se um pastor batista fundamentalista forçar alguém de sua congregação a cometer qualquer pecado contra o Senhor Jesus ou a Bíblia, estes têm a primazia. E se o membro dessa igreja fundamentalista, que deve obediência primordial a Jesus Cristo e à Sua Palavra, se recusar a obedecer ele não comete pecado algum. Do mesmo modo, o governo não pode obrigar um batista fundamentalista a cometer pecado algum. Digamos que esse governo proíba os pais de castigarem seus filhos em erro. O ensino de Cristo e da Bíblia devem prevalecer: Castiga o teu filho, e te dará descanso; e dará delícias à tua alma. Prov.:19:17
A família Batista não deve faltar aos cultos da igreja, nos domingos, para ir a aos parques de diversões [ou à praia], nem permitir que seus filhos vivam em salões de dança, pois isto também é um grave pecado. Jesus e a Bíblia devem estar sempre em primeiro lugar, para um batista fundamentalista.
Mesmo assim, os neo-evangélicos e outros grupos não fundamentalistas, muitas vezes, rejeitam este ensino bíblico. Um exemplo destes é o Dr. James Dobson, fundador da organização Focus On The Family, o qual, algumas vezes, ensina que os cristãos devem manter o foco sobre a família. Está claro que o Dr. Dobson quer dizer que a família deve ser o foco principal dos cristãos, em vez de Cristo e da Bíblia. Mas Jesus discorda completamente desta ideia do Dr. Dobson e de outros neo-evangélicos, conforme vemos em Mateus 10:37 e Lucas 14:26: “Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim. Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo..
Aqui vemos que Jesus e a Bíblia devem ser colocados sempre em primeiro lugar por um batista fundamentalista. Quem se coloca ou coloca a família antes de Jesus está cometendo um pecado contra Deus, pois está tratando os outros como sendo mais importantes do que o Senhor e Sua Palavra.
Claro que não é errado amar a família; o que é errado é colocar a família, os amigos, o pastor e outros, antes do Senhor Jesus Cristo e de Sua Palavra. O ódio ao qual Jesus se refere nos versos acima é apenas uma comparação entre o Seu amor e amor dos homens. Vejamos a 1 Coríntios 16:22: Se alguém não ama ao Senhor Jesus Cristo, seja anátema. Maranata!
Aqui o Apóstolo Paulo ensina que é amaldiçoado quem não ama o Senhor Jesus. Você ama a Deus, o Pai? Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. (Marcos 12:30). Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele (1 João 2:15).
Claro que amar a Deus é o primeiro e o maior de todos os mandamentos da Bíblia. Quem não ama o Pai e o Filho está perdido em seus pecados. Primeiro vem Jesus e não os sentimentos do seu coração, pois, Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? (Jeremias 17:9). Quem não recebeu a salvação em Cristo está seguindo uma estrada rumo ao inferno. Mas Deus ama você; por isso Ele enviou o Seu Filho Amado para morrer na cruz, a fim de pagar pelos pecados dos homens: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Qualquer coisa na qual você colocar o seu amor acima do amor por Deus representa o seu pecado. Agora, Jesus Cristo está no Céu, assentado à destra do Pai, intercedendo por todos nós e pronto a perdoar todos os que nEle confiam. Quem se recusa a confiar em Jesus Cristo é porque ama muito mais as trevas do que a luz. [Quem sabe você ainda quer semear algum joio em sua horta espiritual, cometendo algum pecado, só por mais um tempinho!], levantando o seu punho contra Deus e contra a Sua Palavra inerrante e eterna. Mas, se você recusa confiar em Jesus, veja o que acontece, conforme João 3:20,36: Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas... Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece. E quando você confia em Jesus, Ele o salva da penalidade eterna: Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.
Amigo, confie exclusivamente em Cristo. Coloque Jesus antes de tudo em sua vida. Procure uma Igreja Batista Bíblica Fundamentalista para freqüentar. Não fique satisfeito com certos ministros, que se autodenominam fundamentalistas, mas na realidade rejeitam a separação bíblica e a militância Bíblica. Não confunda militância bíblica com um trabalho dentro da igreja, mas faça uma obra constante em prol da pregação do Evangelho. A vida cristã não é uma colônia de férias. É uma coisa séria, mas vale a pena ingressar nessa vida de militância bíblica do que a plena felicidade, aqui mesmo, neste mundo. Cuidado para não cair numa igreja neo-evangélica. Procure e descubra uma boa igreja Batista Bíblica Fundamentalista.
Extraído: Fundamental Baptist Church, "The fundamental Baptist"
Traduzido por Mary Schultze em 10/04/2011. E Adaptando por Pr. Anizio Gomes em 13/04/2011.

Um comentário:

Blog do Everaldo no Curso Inclusão Digital disse...

Amados, a Paz de nosso Senhor Jesus!
ENSINANDO A GUARDAR TODAS AS COISAS

O método de evangelizar do nosso Mestre Jesus era através do ensino (doutrina) às multidões e treinou os Seus discípulos para continuarem essa obra até o fim dos tempos.
O que o nosso Senhor Jesus diz: Mateus 28:19-20; 5:19; 11:1; 21:23; Marcos 4:1; 6:2, 34; 1:21 – “Ensinando-os a guardar (observar) todas as coisas que Eu (Jesus) vos tenho mandado; e eis que Eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Ora, chegando o sábado, começou a ensinar na Sinagoga; e muitos, ao ouvi-Lo, se maravilhavam, dizendo: Donde lhe vêm estas coisas? e que sabedoria é esta que lhe é dada? e como se fazem tais milagres por suas mãos? E Jesus, ao desembarcar, viu uma grande multidão e compadeceu-se deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor; e começou a ensinar-lhes muitas coisas.” O Pastor alimenta o rebanho com a Palavra de Deus, mas os evangelistas têm o papel de ensinar, indo de casa em casa.
Lucas 6:6 – “Ainda em outro sábado entrou na Sinagoga, e pôs-se a ensinar. Estava ali um homem que tinha a mão direita atrofiada”;
João 7:14, 35 – “Estando, pois, a festa já em meio, subiu Jesus ao Templo e começou a ensinar. Disseram, pois, os judeus uns aos outros: Para onde irá Ele, que não O acharemos? Irá, porventura, à Dispersão entre os gregos, e ensinará os gregos?” Existem os orgulhosos intelectuais que acham que não precisam aprender mais nada.
O que o Espírito Santo diz: Rom.12:7 – “se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino”;
Marcos 14:49; 4:1; Salmo 51:13; 132:12 – “Todos os dias estava convosco no Templo, a ensinar, e não me prendestes; mas isto é para que se cumpram as Escrituras”. Aqui diz que Jesus ENSINAVA no Templo. De que modo o Espírito ensina?
João 9:34 – “Replicaram-lhe eles: Tu nasceste todo em pecados, e vens nos ensinar a nós? E expulsaram-no”. Existem até aqueles que NÃO querem ser ensinados! Você acha que o Espírito Santo vai ensinar a alguém sem usar o instrumento humano?
João 14:26; Atos 5:25, 42; 8:31; I Tim.3:2; II Tim.2:2, 24; 3:15-16; Hebr.5:12 – “Mas o Consolador (Ajudador), o Espírito Santo a quem o Pai enviará em Meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto Eu vos tenho dito”. O Espírito Santo ensina através de quem? Antes de se unir a qualquer Igreja é necessário, primeiramente, examinar a doutrina e depois saberá se ela é de Deus, ou não. (cf. João 7:17)
Pergunta: Se não há necessidade de ensinar, por que o Senhor disse que é preciso ensinar os novos discípulos? Esta é a razão porque damos estudos bíblicos, saiba disto. O Espírito Santo ilumine os oolhos dos vossos corações!
Diácono Everaldo. www.cvvnet.org/apocalipse; fever23@gmail.com